A ginecologia natural e eu

 

A ginecologia natural é uma abordagem holística da saúde feminina.

Desde jovem, aprendi que menstruar causa dor e perturba nossa rotina, então passei muito tempo dizendo que na próxima vida gostaria de ser homem para não precisar passar por isso.

Naquela época, não se falava de endometriose, então eu tinha dores intensas que eram aliviadas com medicamentos fortes e frases como: « É assim mesmo, logo passa » ou « É só uma desculpa para não ir à escola ».

Eram dores terríveis, a ponto de, durante o parto do meu filho, enquanto ele nascia, eu achava que ainda não era a hora porque não sentia dor maior do que a que sentia com a endometriose. Foi somente aos 35 anos, aqui no Canadá, que descobri que tinha endometriose, no estágio 4 (ou seja, a doença já tinha afetado outras partes do meu corpo além do útero).

Os resultados e os comentários não foram nada encorajadores. As chances de ter filhos eram praticamente nulas, a remoção do útero era altamente recomendada, além dos medicamentos muito fortes que me desconectavam do meu corpo.

Como sou teimosa e não aceito respostas padrão, busquei outros conhecimentos, mais naturais, até descobrir a ginecologia natural.

Aprendi a incluir na minha rotina o vapor para o útero, chás relacionados à saúde feminina, substituí os absorventes comuns por um coletor menstrual e absorventes ecológicos, comecei a evitar alguns alimentos que contribuem para o processo inflamatório e notei melhorias tanto físicas quanto emocionais.

Comecei a entender o processo mais profundamente, trabalhando aos poucos na cura do feminino ferido que existe em mim (que vem desta vida, da minha herança ancestral, bem como de experiências de outras vidas onde o feminino foi muito maltratado e silenciado).

À medida que me redescobria, também percebi que outras mulheres viviam experiências semelhantes às minhas.

Foi então que senti o chamado para trabalhar a ginecologia natural com outras mulheres e dar voz às nossas dores conscientes e inconscientes, trazendo reflexões, mudanças de estilo de vida e criando uma rede de apoio.

Sou muito grata pelos meus desconfortos, que me levaram a este caminho de cura e consciência.

Se minha história tocou você, venha fazer parte do próximo círculo de mulheres onde falaremos sobre saúde feminina.
Com amor e gratidão,
Mari